Corpo e música se unem num casamento de movimento, alma e sonoridade

Olá, sou Bubah Machado, e junto com a professora de dança Ana Carolina, do Estaleiro da Dança, fizemos uma apresentação de Dança do Ventre no Sarau de Inverno 2017, no Hotel Torres da Cachoeira. Fiel às origens, a dança incorpora detalhes de culturas das regiões do Oriente Médio e da Ásia Meridional, ousando também com outros estilos de dança em um repertório eclético que torna essa arte ainda mais rica e bela.

Saiba mais sobre a Dança do Ventre

 

Além da apresentação de Dança do Ventre, o Estaleiro da Dança movimentou o Sarau de Inverno 2017, com outras contribuições, como Zouk, Samba, e Fit Dance.

Quer colaborar com a próxima edição do Sarau na Ilha?

De origem primitiva, seus movimentos sinuosos aliados à música tinham como objetivo preparar a mulher através de ritos religiosos dedicados à deusa da maternidade. A dança é composta por séries de movimentos, vibrações, impactos, ondulações e rotações que envolvem e embalam todo o corpo em sensações e música.

Os movimentos e ondulações no ventre representam a vida, pois a mulher nesse contexto é a própria divindade manifestada. Cada movimento representa um elemento, um deus ou deusa. As batidas são movimentos solares, e as ondulações, lunares. Através da dança entramos em contato com o emocional e com o físico. O poder da dança sagrada é sentido desde o início até o movimento final. Nesse estilo, bailarina e música se unem num casamento de corpo, alma e sonoridade onde nada mais existe além das emoções.

A apresentação gratuita de Dança do Ventre aconteceu no início da noite, antecedendo o jantar, e fez parte das atrações culturais do Sarau de Inverno 2017, no dia 15 de julho de 2017, no Hotel Torres de Cachoeira. Agradecemos todos que vieram prestigiar esse lindo momento de interação e expressão!